Clara Pilates

28-01-2024

Dedico este mês de fevereiro à PRIMEIRA professora de Pilates, que por estar na sombra do criador do método, passa muitas vezes despercebida. Clara Zeuner, mais tarde conhecida como Clara Pilates, nasceu na Alemanha (Ebersdorf) no dia 6 de fevereiro de 1883. Numa entrevista que deu em 1970, diz que teve formação como enfermeira e professora do pré-escolar. E que toda a sua vida se viu como uma mãe.

"Eu era a mais velha de uma família de nove, e as pessoas sempre sentiram que podiam depender de mim como uma enfermeira. Este trabalho surigu naturalmente em mim".

Mulher bonita, elegante, de olhos azuis, mas insatisfeita com a vida precária e pobre que vivia na Alemanha. Emigra aos 43 anos para os Estados Unidos da América, e foi a bordo do navio transtlântico Westphalia, que conheceu e se apaixonou por Joseph Pilates. No dia 21 de Abril de 1926, chegam a Nova York e juntos iniciam uma nova vida, arrendando dois apartamentos no pobre e antigo prédio Van Dick Studios, nº 939 da Oitava Avenida. Num desses apartamentos montaram o "Joseph H. Pilates Universal Gymnasium" e residiam no apartamento adjacente. Desde abertura do estúdio, Clara sempre trabalhou como professora/assistente do método Contrologia.

Era conhecida pela sua doçura e paciência. Mulher de poucas palavras, mas de olhar atento e perspicaz, era uma excelente professora e respeitada por todos os que frequentavam o estúdio.

"Tudo o que ela sabia sobre corpo e exercício tinha apredido com ele. Mas ao contrário de Joseph, ela nunca perdia a paciência com os alunos. Trabalhava pacientemente ao lado deles. (...)
Quando Joseph perdia a paciência, Clara assumia a sessão. O seu toque era gentil e mais lento e por isso, era, por vezes, mais eficaz. Os clientes progrediam quando eram guiados por ela e aqueles que temiam o temperamento de Joseph optavam por praticar com a Clara". Eva Rincke

Dedicou a sua vida a Joseph Pilates e ao seu método. 

"Estar com o Joe era a sua vida e não era justo ele já não estar aqui. (...) Ela deu-lhe uma parte dela, ficou em choque com a sua morte. Eu penso que ela realmente o amava. E ela foi muito importante para ele. Eu penso que ele não teria conseguido sem ela. Estável e muito talentosa e extermamente modesta." Eva Rincke citando Lolita San Miguel.

Mesmo sofrendo muito com a morte de Joseph Pilates, Clara tudo fez para manter o estúdio aberto, que o método não fosse esquecido e que houvessem professores que continuassem o legado, deixado pelo seu marido.

No único artigo, que se conhece, em que a Clara Pilates é entrevistada sozinha, sem outros professores ou o próprio Joseph Pilates, a jornalista Marylou Mckenna começa assim:

"Quantas mulheres de 84 anos conhecem, que são fléxiveis o suficiente para colocar as mãos no chão - enquanto estão de pé, com as pernas esticadas? (...) A sua brilhante aparência é mais próxima de uma mulher madura dos seus cinquenta e muitos anos, do que a mulher de oitenta e poucos anos que é."

Uma queda que lhe fraturou a anca, levou ao seu internamento no hospital St. Clare. Aí, devido a complicações que surgiram, morre, no dia 13 de Maio de 1978, aos 95 anos.

Rita


Bibliografia:

Rincke, Eva.2019. Joseph Pilates, A Biography by Eva Rincke. Iner Strength Publishing. New Jersey. USA

Steel, John (2020). Caged Lion Joseph Pilates & His Legacy. Last Leaf Press. Califórnia. USA

Marylou Mckenna. You are tired tody? Exercise for Energy. Artigo consultado online em: https://www.rhinebeckpilates.com/pilates-history-clara-pilates/. Lido pela última vez em: 28/01/2024

Women´ s wear daily. In Pursuit of Bodies Beautiful. Artigo consultado online em: https://www.rhinebeckpilates.com/pilates-history-clara-pilates/. Lido pela última vez em: 28/01/2024

Imagens retiradas do pinterest